Configurar a senha da interface web do CUPS no Ubuntu 14.04

A interface de administração web do CUPS (http://localhost:631) sempre solicita uma senha para tarefas administrativas que necessitam de maior privilégio no sistema.

Entretanto a instalação padrão do Ubuntu não configura uma senha de acesso à interface web para seu usuário. Dessa forma para instalar, modificar ou administrar impressoras no sistema, é necessário configurar tal senha. Faça o seguinte:

1. Acrescente o seu nome de usuário aos administradores do CUPS:

sudo usermod -aG lpadmin abrantesasf

2. Pare o CUPS, mate todos os processos (importante) e depois o inicie novamente:

sudo /etc/init.d/cups stop

sudo killall cupsd

sudo /etc/init.d/cups start

3. Feche o browser, abra novamente e acesse a URL http://localhost:631.

Instalação do BBtoken do Banco do Brasil no Ubuntu 14.04

Para acessar algumas contas no Banco do Brasil é necessária a utilização de um token USB com chaves de acesso, apelidado de BBtoken.

O problema é que o driver que já vem no token distribuído pelo Banco do Brasil está desatualizado e não funciona corretamente no Ubuntu 14.04. Para instalar o BBtoken, faça o seguinte:

1. Baixe a versão mais atualizada do driver no site do fabricante, Watchdata Technologies. O site deles é um pouco confuso e difícil para achar os drivers. O melhor é ir direto para a listagem de downloads clicando aqui. Atualmente a versão mais atual do driver é a bbtokentool-1.1.1-8.tar.gz.

2. Salve em um diretório temporário e descompate com o comando:

tar -zxvf bbtokentool_1.1.1_8.tar.gz

3. Instale o software como usuário root (se, e somente se, a instalação falhar, pode ser necessário aplicar um patch disponibilizado por Rodrigo Kautzmann):

sudo ./install 
[sudo] password for abrantesasf: 
Register Module
Shutting down WdkmgrServer: Starting WdkmgrServer: Adding system startup for /etc/init.d/wd_udk ...
 /etc/rc0.d/K10wd_udk -> ../init.d/wd_udk
 /etc/rc1.d/K10wd_udk -> ../init.d/wd_udk
 /etc/rc6.d/K10wd_udk -> ../init.d/wd_udk
 /etc/rc2.d/S99wd_udk -> ../init.d/wd_udk
 /etc/rc3.d/S99wd_udk -> ../init.d/wd_udk
 /etc/rc4.d/S99wd_udk -> ../init.d/wd_udk
 /etc/rc5.d/S99wd_udk -> ../init.d/wd_udk
 Add PKCS#11 module for abrantesasf succeed
Install completed.Press any key to continue...

4. Crie um link simbólico para apontar para a library correta do BBtoken em /usr/lib:

sudo ln -s /usr/lib/watchdata/bbtoken/lib/libwdpkcs_bbtoken.so /usr/lib/libwdpkcs.so

5. Agora você já pode testar o acesso!

Como instalar o plugin do Java para o Firefox no Ubuntu 14.04

Para instalar o plugin do Java para o Firefox, no Ubuntu 14.04, faça o seguinte:

  1. Descubra se o Firefox é 32 ou 64 bits;
  2. Baixe a versão adequada do Java JDK (32 ou 64 bits) no site da Oracle. Eu sempre baixo a versão “tar.gz” para descompactar diretamente no diretório que eu desejar. Hoje a versão mais atualizada é a jdk-8u60-linux-x64.tar.gz.
  3. Salve o arquivo baixado no diretório /opt e descompacte o java com o comando:
    sudo tar -zxvf jdk-8u60-linux-x64.tar.gz
  4. Será criado um diretório java. Eu gosto de renomear o diretório, para indicar se o java é 32 ou 64 bits, e criar um link simbólico para facilitar. Use os comandos:
    sudo mv jdk1.8.0_60 jdk1.8.0_60-x86-64
    sudo ln -s jdk1.8.0_60-x86-64 jdk1.8
  5. Agora vá para o diretório /usr/lib/mozilla/plugins e crie um link simbólico para o plugin do java instalado no diretório /opt/jdk1.8 (note o ponto no final do comando!):
    sudo ln -s /opt/jdk1.8/jre/lib/amd64/libnpjp2.so .
  6. Reinicie o Firefox.
  7. Acesse a página about:plugins (digite esse endereço na barra do Firefox), e veja se o plugin do java já aparece listado.

Como descobrir se o Firefox é 32 ou 64 bits?

Para verificar se o Mozilla Firefox que está instalado em sua máquina é 32 ou 64 bits (importante, por exemplo, para saber qual plugin do Java deve ser instalado), basta digitar na barra de endereços do Firefox o seguinte

about:buildconfig

O Firefox mostrará as informações sua compilação, incluindo a arquitetura (se 32 ou 64 bits).

Script de backup online do Oracle com RMAN

Para configurar o backup online de um banco Oracle através do uso do RMAN, eu uso o script abaixo:

#!/bin/bash
#
# Script de backup incremental do banco de dados Oracle, conforme indicado em:
#    "Oracle Database 2 Day DBA"
#    "Oracle Database Backup and Recovery User's Guide"
# Acrescentei o backup do init.ora e o backup trace do controlfile.
#
# Por Abrantes Araújo Silva Filho
#
# ANTES DE EXECUTAR A ROTINA DE BACKUP, configure o RMAN com os seguintes
# parâmetros (dependentes da versão do database e se enterprise ou standard):
# (atenção com os PATHs também!):
#
# Oracle 12c (12.1.0.1.0) Standard Edition One:
#   - CONFIGURE RETENTION POLICY TO REDUNDANCY 1;
#   - CONFIGURE BACKUP OPTIMIZATION ON;
#   - CONFIGURE DEFAULT DEVICE TYPE TO DISK;
#   - CONFIGURE CONTROLFILE AUTOBACKUP ON;
#   - CONFIGURE CONTROLFILE AUTOBACKUP FORMAT FOR DEVICE TYPE DISK TO '/u09/fast_recovery_area/ORACLE1/controlfile_autobackup/%F';
#   - CONFIGURE DEVICE TYPE DISK PARALLELISM 1 BACKUP TYPE TO BACKUPSET;
#   - CONFIGURE DATAFILE BACKUP COPIES FOR DEVICE TYPE DISK TO 1;
#   - CONFIGURE ARCHIVELOG BACKUP COPIES FOR DEVICE TYPE DISK TO 1;
#   - CONFIGURE MAXSETSIZE TO UNLIMITED;
#   - CONFIGURE ENCRYPTION FOR DATABASE OFF;
#   - CONFIGURE ENCRYPTION ALGORITHM 'AES128';
#   - CONFIGURE COMPRESSION ALGORITHM 'BASIC' AS OF RELEASE 'DEFAULT' OPTIMIZE FOR LOAD TRUE;
#   - CONFIGURE RMAN OUTPUT TO KEEP FOR 7 DAYS;
#   - CONFIGURE ARCHIVELOG DELETION POLICY TO BACKED UP 2 TIMES TO DISK;
#   - CONFIGURE SNAPSHOT CONTROLFILE NAME TO '/u09/fast_recovery_area/ORACLE1/controlfile_snapshot/snapcf_oracle.f'; 
#
# Depois de tudo pronto, crie um crontab para o usuário oracle:
#    # Endereço de e-mail do log do crontab:
#    MAILTO=abrantesasf@gmail.com
#
#    # Roda o backup incremental diário, 19:00h.
#    00 19 * * * /home/oracle/bin/backup_oracle.sh
#
#
# Não altere este script se não souber o que está fazendo!


# Variáveis de ambiente
#######################
export ORACLE_HOME=/u01/app/oracle/product/12.1.0.1.0/db
export ORACLE_SID=oracle1
export PATH=$ORACLE_HOME/bin:$PATH


# Roda RMAN
###########
rman <<EOF
connect target /
RUN {
 ALLOCATE CHANNEL disco_de_backup DEVICE TYPE DISK;
 RECOVER COPY OF DATABASE WITH TAG backup_incremental_diario UNTIL TIME "SYSDATE-3";
 BACKUP INCREMENTAL LEVEL 1 FOR RECOVER OF COPY WITH TAG backup_incremental_diario DATABASE PLUS ARCHIVELOG;
 CROSSCHECK BACKUP;
 DELETE NOPROMPT OBSOLETE;
}
exit
EOF


# Cria backup do init.ora e backup trace do controlfile:
########################################################
# Backup do init.ora antigo:
if [ -a /u09/fast_recovery_area/ORACLE1/outros/initoracle1.ora.bak ] ; then
 rm /u09/fast_recovery_area/ORACLE1/outros/initoracle1.ora.bak
 mv /u09/fast_recovery_area/ORACLE1/outros/initoracle1.ora /u09/fast_recovery_area/ORACLE1/outros/initoracle1.ora.bak
else
 if [ -a /u09/fast_recovery_area/ORACLE1/outros/initoracle1.ora ] ; then
 mv /u09/fast_recovery_area/ORACLE1/outros/initoracle1.ora /u09/fast_recovery_area/ORACLE1/outros/initoracle1.ora.bak
 fi
fi

# Backup do controlfile antigo:
if [ -a /u09/fast_recovery_area/ORACLE1/outros/control_file.txt.bak ] ; then
 rm /u09/fast_recovery_area/ORACLE1/outros/control_file.txt.bak
 mv /u09/fast_recovery_area/ORACLE1/outros/control_file.txt /u09/fast_recovery_area/ORACLE1/outros/control_file.txt.bak
else
 if [ -a /u09/fast_recovery_area/ORACLE1/outros/control_file.txt ] ; then
 mv /u09/fast_recovery_area/ORACLE1/outros/control_file.txt /u09/fast_recovery_area/ORACLE1/outros/control_file.txt.bak
 fi
fi

# Backup do init.ora novo e do controlfile novo:
sqlplus /nolog << EOF
connect / as sysdba
create pfile='/u09/fast_recovery_area/ORACLE1/outros/initoracle1.ora'
from spfile='/u01/app/oracle/product/12.1.0.1.0/db/dbs/spfileoracle1.ora';
alter database backup controlfile to trace as '/u09/fast_recovery_area/ORACLE1/outros/control_file.txt';
exit
EOF

OK, a listagem acima está MUITO CONFUSA pois a apresentação em tela é horrível. Baixe o script neste link então!

Salve o script em um diretório que possa ser encontrado pelo PATH e agende um crontab.

SIGA AS INSTRUÇÕES NO COMEÇO DO ARQUIVO para configurar o RMAN!!!!